Sociedade

Pedrógão: Marcelo diz que “era bom se explicassem quem gere o quê"

Chefe de Estado diz que recebeu explicações sobre gestão de donativos em meados de agosto

O Presidente da República foi questionado sobre a suspeita, noticiada hoje pelo i, dos autarcas de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e de Castanheira de Pera sobre o desvio de verbas angariado após a tragédia do incêndio.

Questionado pelos jornalistas durante uma visita a um bairro na freguesia de Marvila, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que a gestão dos fundos lhe tinha sido justificada em meados de agosto, mas que considerava relevante que as mesmas explicações.

"Penso que é útil que quem de direito esclareça os portugueses sobre uma matéria que me foi explicada a mim no dia 17 de agosto, mas acho que deve ser explicado aos portugueses. Só uma parte dos fundos é que é gerida pelo Estado e a outra parte é gerida por outras entidades sociais por escolha da sociedade civil”, afirmou o Presidente da República, citado pelo Notícias ao Minuto. E acrescentou: “Acho que era bom se explicassem aos portugueses quem gere o quê”.

Para Marcelo, é importante saber que "tantos milhões são geridos pelo Estado, tantos milhões são geridos pelas instituições sociais".

Marcelo sublinhou que na altura a explicação que lhe deram “tinha lógica”, mas reconhece que é importante que “os portugueses compreendam” e que as devidas explicações deveriam ser prestadas pelos "encarregados da condução daquele programa a nível daquela área abrangida".