Internacional

EUA. Trump chega a acordo com democratas e evita o fecho do governo

O presidente americano concordou pela primeira vez com o partido rival. O governo já não vai encerrar. 

O presidente norte-americano chegou pela primeira vez a acordo com os congressistas do partido rival desde que chegou à Casa Branca e esta quarta-feira preferiu o seu plano ao do seu próprio Partido Republicano para evitar o fecho do governo e o default na dívida.

Donald Trump negociou com os líderes de ambos os partidos no Congresso mas preferiu o plano democrata, que defende um acordo de financiamento a curto-prazo, de três meses. Os republicanos, por sua vez, queriam um período mais alargado, de 18 meses.

O líder americano chegou igualmente a acordo com ambos os partidos sobre um pacote de ajuda financeira à reconstrução das cidades afetadas pelo furacão Harvey, que causou milhares de millhões de dólares em estragos, sobretudo em Dallas, no Texas.

O acordo desta quarta é fundamental porque evita o fecho do governo e interrupção do seu serviço de dívida, o que aconteceria já em outubro e parecia provável há apenas algumas semanas, dada a fratura de então entre os partidos e no interior dos republicanos.

“Isto é realmente um passo positivo em diante”, disse, no fim do encontro com Donald Trump, o líder dos democratas no Senado, Chuck Schumer. “Foi verdadeiramente um bom momento de algum entendimento partidário.”