Eurostat

Aceleração do crescimento

O crescimento da economia acelerou quer na zona euro quer na União Europeia (UE) entre abril e junho, em termos homólogos e face ao primeiro trimestre. Portugal, com 0,3%, teve a menor subida.

De acordo com o Eurostat, o Produto Interno Bruto (PIB) dos países que partilham a moeda única cresceu 2,3% por comparação com o mesmo período de 2016. Entre os 28 países da UE, a subida foi de 2,4%.

Na variação em cadeia, o PIB da zona euro subiu 0,6% e o da UE 0,7%, depois de ter aumentado 0,5% em ambas nos primeiros três meses do ano. No primeiro trimestre de 2017 e comparando com o mesmo período do ano anterior, tinha sido de 2% na zona euro e 2,1% na UE.

A economia acelerou em todos os Estados-menbros da UE, tendo Portugal registado o menor crescimento trimestral do PIB (0,3%), a par do Reino Unido. Entre abril e junho e em termos homólogos, a economia portuguesa cresceu 2,9%.

A República Checa (2,5%), a Suécia (1,7%), a Roménia (1,6%) e a Holanda (1,5%) tiveram os maiores crescimentos face ao trimestre anterior. Por comparação com os primeiros três meses de 2016, a Roménia (5,7%), a Estónia e a Eslovénia (5,2%), a Letónia (4,8%) e a República Checa (4,7%) foram os países onde o PIB mais subiu.

Também ontem o BBVA revelou a sua estimativa para a economia portuguesa. Numa nota de análise revelada ontem, a previsão é que o PIB do país cresça 0,5% no terceiro trimestre em relação ao trimestre anterior.

Um valor acima dos 0,3% do segundo trimestre mas abaixo dos 1% de subida nos primeiros três meses do ano.  

Para este ano, o BBVA aponta para um crescimento da economia portuguesa de 2,6% e 2,3% em 2018.