Desporto

Prédio onde vive árbitro foi vandalizado

Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol já anunciou que vai apresentar queixa

O prédio do árbitro Vasco Santos foi vandalizado durante a madrugada desta quinta-feira, segundo informou o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF)

"O Conselho de Arbitragem fará chegar ainda hoje toda a informação disponível às autoridades, a exemplo do que sucedeu em ocasiões anteriores com episódios da mesma natureza. O Conselho de Arbitragem condena de forma inequívoca e veemente este tipo de comportamento que visa perturbar os agentes da arbitragem", lê-se no comunicado. 

Recorde-se que Vasco Santos foi o árbitro do jogo entre Benfica e Belenenses, que os encarnados venceram por 5-0. No entanto, o jogo ficou marcado por um lance que envolveu o lateral esquerdo Eliseu.

A entrada de Eliseu, refira-se, motivou uma queixa do Sporting, apresentada a 22 de agosto na Comissão de Instrutores da Liga. Este organismo considerou haver matéria para castigo e remeteu um auto de flagrante delito para o Conselho de Disciplina, que mais tarde arquivou o processo, salientando não lhe caber a si "aplicar as leis do jogo". "Nos casos em que um determinado lance de jogo seja observado e avaliado pelos agentes de arbitragem, não será o Conselho de Disciplina que, sobrepondo-se àquele juízo qualificado, irá determinar se ocorreu, ou não, uma violação intolerável das Leis do Jogo quando estas tenham um cariz vincadamente técnico", podia ler-se no acórdão.

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, foi outra das vozes que manifestou a sua indignação pela decisão do Conselho de Disciplina, acusando Vasco Santos de incompetência.