Desporto

"Gosto de ir para onde há m..."

Jogador deu uma entrevista ao jornal L’Equipe onde explica os motivos da sua transferência.

Há três anos no clube, Patrice Evra, lateral-esquerdo de 36 anos, diz não estar arrependido de se ter transferido para o Marselha. 

«Vim para o Marselha porque fui aconselhado a não vir. Eu sou mesmo assim, gosto de atmosferas quentes, gosto de estar onde há m..., preciso disso», afirmou o internacional gaulês, citado pelo L’Equipe.

«Não escondo que perder 6-1 com o Mónaco dói. Sofrer seis golos é difícil de digerir. Não temos outra alternativa que não seja dissipar as dúvidas que têm sobre nós. Não nos podemos preocupar com as caras que vêm do público. As coisas são feitas por fases, vamos ter sucesso».