Internacional

Rajoy recorre ao Constitucional para impedir referendo na Catalunha

Primeiro-ministro pede a nulidade do decreto 

 


O governo espanhol quer que o Tribunal Constitucional anule decisão do parlamento e do governo regional da Catalunha de avançarem com um referendo sobre a independência daquela região.

O primeiro-ministro Mariano Rajoy, acompanhado por todos os membros do seu gabinete, informou que o executivo ia recorrer ao tribunal para impedir o referendo, pedindo a nulidade de todas as decisões.

O chefe do Executivo espanhol comunicou o recurso ao Constitucional após uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros.

O parlamento regional da Catalunha aprovou, esta quarta-feira, a marcação de um referendo sobre a independência, aprovação essa que passou a decreto assinado pelo governo regional.

Os comentários estão desactivados.