INE

Importações triplicam exportações

Em julho Portugal importou três vezes mais bens do que exportou. 

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), as importações portuguesas aumentaram 12,8% em naquele mês, enquanto o crescimento das exportações foi de 4,6%.

Assim, e de acordo com o INE, “o défice da balança comercial de bens situou-se em 1 057 milhões de euros em julho de 2017, o que representa um aumento de 446 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016”.

"Em julho de 2017, em termos das variações homólogas mensais, as exportações aumentaram 4,6% (6,7% em junho), sobretudo em resultado das exportações para os países Extra-UE que cresceram 12,6% (8,2% em junho)", lê-se na publicação do INE.

“As importações cresceram 12,8% (6,6% em Junho), devido à evolução de ambos os tipos de comércio: 8,7% no Comércio Intra-UE (6,8% em Junho) e 28,5% no Comércio Extra-UE (6,1% em junho)”, acrescenta.

O instituto estatístico revela ainda que “excluindo os Combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 5,1% e as importações cresceram 9,4%” o que representa um aumento de "7,2% em ambos os fluxos em junho de 2017”.

Com esta exclusão, “a balança comercial atingiu um saldo negativo de 625 milhões de euros, correspondente a um acréscimo de 219 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2016”.

No trimestre terminado em julho de 2017, e por comparação com o período homólogo, as exportações de bens aumentaram 9% e as importações 13,4%.

O INE publica apenas dados sobre exportações e importações do comércio de bens. A informação sobre o comércio de serviços – onde está o turismo – é publicada pelo Banco de Portugal.