LifeStyle

Madeira recebe primeira edição em doze anos da Funchal Fashion Week

Evento de moda tem como missão potenciar a imagem no exterior. Criadores locais juntam-se a Nuno Gama e Dino Gonçalves no programa.

A primeira edição em doze anos da Funchal Fashion Week decorre este fim de semana.Depois de os criadores locais já terem apresentado as suas coleções, hoje é a vez de nomes sonantes da moda nacional como NunoGama, Dino Gonçalves e Mariana Sousa apresentarem as suas propostas. 

O projeto tem a chancela da Antlanticulture, em parceria com a Câmara Municipal do Funchal. A missão passa por promover a região no exterior. “São eventos como estes que podem fazer a diferença numa região como a nossa e este terá um impacto brutal, em termos de dinamização das nossas indústrias criativas, de dinamização da nossa economia e de promoção da cidade. É o evento perfeito”, declarou o autarca do Funchal, Paulo Cafôfo, ao “Diário de Notícias da Madeira” na apresentação do evento. 

A passerelle fica situada na Praça do Município. A atriz Maria João Bastos é uma das convidadas. Aos três criadores citados juntam-se Patrícia Pinto, Cristina Homem de Gouveia, André Pereira, e o Taibo Bacar, conhecido pelo trabalho em Moçambique. 

Para hoje, está marcado um live happening de Dino Gonçalves pelas 20h00, seguindo-se o “Walkingframe” de Jorge Rosa pelas 21h00, Dona Hortênsia, Mariana Sousa e Nuno Gama. Amanhã, este último e Susana Gonçalves são homenageados pelas 20h00. Depois, o programa prevê desfiles de Queens Jeunesse Doree, André Pinto, Cristina Homem de Gouveia e Patrícia Pinto, a madeirense escolhida para fechar esta edição da Funchal Fashion Week. 

Em ambas as noites, há uma festa de encerramento à meia-noite: hoje, no Mini Eco Bar, e amanhã as despedidas finais estão marcadas para as Vespas. A música é assegurada por Tó Ricciardi, um dos DJ nacionais mais populares na década de 90 e no início de século. Em simultâneo, a Fashion Village está aberta hoje e amanhã entre as 18h00 e as 00h00 na Praça do Município, o centro nevrálgico da Funchal Fashion Week. 

O evento distende-se por locais como o Castanheiro Boutique Hotel, oDTOX, o Mini Eco Bar e as já citadas Vespas onde a ação termina. 

A organização lembrou que a primeira edição do Funchal Fashion Week, em 2005, transformou-o imediatamente num dos “maiores eventos de moda ao ar livre”. Sérgio Nóbrega, um dos responsáveis, vincou a importância de colocar a Região Autónoma da Madeira na rota da moda, um setor que envolve 17 mil empresas em Portugal e dá emprego a 200 mil pessoas, sendo que 75% do produto final se destina à exportação, movimentando no total 5 milhões de euros por ano.
Numa primeira fase, foi efetuado um casting com vista a selecionar cerca de 100 colaboradores, nomeadamente criadores, manequins e cabeleireiros. Paulo Cafôfo sublinhou ainda que o apoio da Câmara Municipal à realização de eventos obedece a duas premissas: que sejam “grandes e de qualidade” e que “garantam a continuidade”.