Sociedade

André Ventura é testemunha no caso dos ‘vistos gold’

Quando for ouvido pode já ser o autarca de Loures

O candidato do PSD à câmara de Loures, André Ventura, foi arrolado como testemunha de acusação no processo dos vistos gold, que tem Miguel Macedo como um dos arguidos, e vai ser ouvido na próxima quarta-feira, avançou o Público.

O Ministério Público colocou André Ventura na lista de testemunhas, pois o agora candidato a autarca e comentador desportivo trabalhava no Fisco como inspetor tributário estagiário, quando em 2014 analisou um caso que foi alvo de investigação no processo dos vistos gold.

O caso analisado então por Ventura dizia respeito a um pedido de isenção de IVA de uma empresa, que se propunha a realizar tratamentos a feridos da guerra na Líbia em hospitais portugueses, refere o Público.

O negócio envolvia um amigo de Miguel Macedo, mas também  a empresa Ils - Intelligent Life Solutions - Produtos e Soluções na Área da Saúde Lda, de Lalanda e Castro, o gestor da Octapharma que foi ‘patrão’ de José Sócrates.

O pedido de isenção da cobrança de IVA foi deferido, após um parecer da Autoridade Tributária que contou com a participação de André Ventura.