Energia

Produção eólica sobe 28% em setembro

A produção de energia eólica subiu 28% em setembro para os 829 Gigawatt-hora (GWh), valor que compara com os 647 GWh de setembro de 2016. 

De acordo com dados da REN - Redes Energéticas Nacionais revelados ontem, o índice que mede a produtibilidade eólica foi de 1,22, o maior registado num setembro, por norma um mês de menor produção eólica.

Apesar deste recorde, as fontes renováveis só abasteceram no mês passado 33% do consumo de eletricidade e saldo exportador do país. Devido à atual seca, a produção hidroelétrica tem sido reduzida.

As fontes energéticas não renováveis abastecem 67% do consumo de Portugal em setembro, Entre estas destaca-se a produção de gás natural (38%), e enquanto as centrais a carvão abasteceram os restantes 28%.

Até setembro a energia produzida por fontes renováveis  abasteceu 41% do consumo. As centrais hidroelétricas representaram 12% do consumo, as eólicas 22%, a biomassa 5% e as solares fotovoltaicas 2%.

A produção não renovável forneceu 59% do consumo – 34% das centrais de gás natural e 25% das centrais a carvão. No mercado de gás natural a tendência de crescimento continua, quer para a produção de eletricidade, quer no segmento convencional.