Economia

T-Roc. Vendas do novo modelo vão pesar 40% na marca

Fabricante diz que SUV vão crescer 50% nos próximos 10 anos.

O modelo que está a ser fabricado exclusivamente na Autoeuropa desde agosto vai ter um peso importante nas vendas da marca alemã. Os números são claros: o T-Roc deverá representar 40% das vendas da marca até 2027. Trata-se de uma das apostas da Volkswagen, com a empresa a destacar a importância económica do segmento dos veículos utilitários desportivos (SUV). Segundo Herbert Deiss, presidente da Volkswagen, está previsto um grande crescimento deste segmento nos próximos anos.

“Acreditamos que os SUV vão crescer 50% nos próximos dez anos. Isto afetará todas as regiões, como a Europa, a China e os Estados Unidos. Será um dos segmentos mais procurados”, revelou durante a apresentação mundial do modelo em Itália.

Os primeiros T-Roc serão comercializados a partir de novembro no mercado europeu, seguindo-se a China e os Estados Unidos. Em Portugal, a versão-base deste modelo vai custar 25 mil euros mas, na Alemanha, o valor será mais baixo e começará nos 20 mil euros.

A marca acredita que até 2027 deverão existir 11 milhões de veículos desta categoria, que deverão gerar 40% das vendas da marca nos próximos anos. Para isso, a fabricante instalou várias tecnologias para o T-Roc, como o sistema front assist (reconhece peões e trava automaticamente se for necessário), o assistente de emergência (se o condutor perder o controlo), o digital cockpit e a integração com o smartphone. Além disso, o T-Roc irá reconhecer o condutor e adaptar-se às preferências a nível de climatização e entretenimento.

Estão previstos seis motores, a gasolina e gasóleo, até 190 cavalos de potência.