Vida

Tribunal concede custódia partilhada a pai que violou mãe da filha

A mãe da criança tinha 12 anos quando foi vítima de abusos sexuais, e dessa violação resultou uma filha.

O Tribunal de Michigan, nos Estados Unidos, concedeu a custódia partilhada a um homem, cuja filha é fruto de uma violação cometida há nove anos.

Tudo aconteceu em setembro de 2008, quando uma adolescente foi vítima de abusos sexuais por parte de um homem, que na altura tinha 18 anos. Dessa violação resultou uma gravidez, e agora a menina, que já tem oito anos de idade, vai ver os direitos do pai serem reconhecidos, uma vez que a mãe da criança exigiu à justiça que este tivesse obrigações financeiras para com a mesma. 

Na altura em que o processo chegou aos tribunais, Chistopher Mirasolo, já havia sido condenado por abuso sexual da mulher, e chegou a cumprir pena de prisão durante um ano e foi libertado de seguida.

Anos mais tarde, foi novamente condenado, desta vez a quatro anos de cadeia, por abusar sexualmente de outra adolescente com apenas 14 anos de idade.

Após a realização de testes de paternidade, o juiz responsável pelo caso optou por dar a guarda partilhada ao agressor, que tem agora o direito de estar com a filha.