Internacional

Imprensa internacional também já reagiu à acusação de Sócrates

Sócrates foi hoje formalmente acusado pelo Ministério Público

José Sócrates, o antigo primeiro-ministro de Portugal, foi, esta quarta-feira, formalmente acusado pelo Ministério Público de 31 crimes: corrupção passiva de titular de cargo político (3), branqueamento de capitais (16), falsificação de documento (9) e fraude fiscal qualificada (3). Carlos Santos Silva é acusado de 33: crimes de corrupção passiva de titular de cargo político (1), corrupção ativa de titular de cargo político (1), branqueamento de capitais (17), falsificação de documento (10), fraude fiscal (1) e fraude fiscal qualificada (3). Já Ricardo Salgado é acusado de corrupção ativa de titular de cargo político (1), corrupção ativa (2) branqueamento de capitais (9), abuso de confiança (3) falsificação de documento (3) e fraude fiscal qualificada (3), somando um total de 21 crimes.

Além de Portugal, que se tem focado neste assunto durante o dia de hoje, também a imprensa internacional deu destaque à acusação de Sócrates.

Mesmo aqui no país vizinho, em Espanha, o jornal El País escreveu que “o fisco português acusa o ex-primeiro-ministro Sócrates de 31 delitos de corrupção" e também faz referência a Ricardo Salgado, que é "responsável do Império Espirito Santo acusado de 21 delitos". 

O El Mundo também seguiu o mesmo exmplo: "Ex-primeiro-ministro luso José Sócrates acusado de 31 delitos, entre eles, branqueamento e falsificação", e referiu ainda que Sócrates é culpado de ter "acumulado mais de 24 milhões de euros durante o seu tempo no Governo".  O ABC Internacional destacou também este último ponto.

O El Periódico também não ficou indiferente, e referiu que Sócrates está “acusado formalmente de corrupção, branqueamento, falsificação e fraude".

Em França o ex-primeiro-ministro também foi notícia, e o Yahoo, que cita a Reuters, escreve que o "Ex-primeiro-ministro português Sócrates está acusado de corrupção".

O jornal belga, Le soir, escreve: "O ex-primeiro-ministro José Sócrates foi formalmente acusado durante uma investigação de corrupção".

Na Alemanha, o jornal Die Presse noticia : "Ex-primeiro-ministro português acusado de subornos".

A notícia da acusação de José Sócrates não ficou só pela Europa, também o jornal brasileiro O Globo fez referência a este assunto, escrevendo que a "Procuradoria de Portugal acusa ex-primeiro-ministro Sócrates de 31 crimes de corrupção".