Internacional

Califórnia. Número de mortos pelo fogo sobe para 31

Incêndios no norte do estado já arrasaram quase 73 mil hectares e as condições no terreno são cada vez mais difíceis

O colossal incêndio que lavra desde domingo no estado norte-americano da Califórnia continua longe de estar controlado e o último balanço das autoridades apontava para 31 mortos, 180 feridos e mais de três centenas de desaparecidos.

Os ventos fortes e o ar seco dos últimos dias têm atiçado ainda mais as chamas e dificultado o trabalho dos 8 mil bombeiros, 73 helicópteros, 30 aviões e 550 carros que combatem o fogo no terreno. 

Com 21 frentes e uma área de fogo ativa superior a 770 quilómetros quadrados – equivalente, por exemplo, ao tamanho de uma cidade como Nova Iorque –, o incêndio na região norte da Califórnia já obrigou à evacuação de dezenas de localidades nos estados de Sonoma, Mendocino, Yuba e Napa, e à retirada de pelo menos 25 mil pessoas.

As previsões meteorológicas para os próximos dias não sugerem uma redução do vento, pelo que entre as autoridades teme-se o pior. “Teremos mais incêndios nos próximos dias. A situação é imprevisível”, confessava ontem em conferência de imprensa o chefe dos bombeiros Ken Pimlott.

O fogo já destruiu 3500 casas – particularmente na cidade de Santa Rosa – e consumiu 72.800 hectares.