Desporto

Seleção nacional já não vai defrontar Espanha

A Federação espanhola não terá aceite as exigências financeiras da FPF

Ao contrário do que chegou a ser aventado assim que Portugal carimbou o apuramento para o Mundial do próximo verão, a Seleção nacional não irá fazer um particular com a sua congénere espanhola em novembro. De acordo com a Imprensa espanhola, o retrocesso deve-se a um desacordo de verbas entre a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Federação espanhola.

Segundo escreve o "AS", a FPF, puxando dos galões de campeã europeia em título, exigia 500 mil euros para defrontar os espanhóis, naquele que seria o primeiro jogo da Roja no Wanda Metropolitano, o novo estádio do Atlético de Madrid. Aquele jornal lembra que, em 2010, Espanha era a campeã da Europa e do mundo vigente e fez exatamente o mesmo, cobrando um valor bem alto para visitar Lisboa - no célebre jogo que terminou com um triunfo luso por 4-0.

O mesmo periódico, porém, conta ter recebido, da própria FPF, a garantia de que houve contactos entre as duas federações, mas nunca foram discutidas verbas porque não era vontade da Federação portuguesa realizar um jogo contra Espanha nesta altura.

Espanha irá assim defrontar a Costa Rica a 11 de novembro, em Málaga, e três dias depois a Rússia, anfitriã do Mundial, em Sampetersburgo.