Economia

Turismo abrandou em agosto

Agosto voltou a ser um mês de recordes no turismo: mais turistas e receitas. Mas o ritmo de crescimento abrandou pelo 2º mês consecutivo. 


A hotelaria registou 2,4 milhões de hóspedes e 7,8 milhões de dormidas em agosto de 2017, um aumento homólogo de 4,6% e 3,2%, mas inferior face ao mês anterior (6% e 4,7%, respetivamente), revelam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Já a estada média (3,2 noites) decresceu 1,3%, enquanto a taxa de ocupação-cama (74,8%) aumentou 0,3 pontos percentuais. 

No mês de agosto, o Reino Unido continuou a ser a origem da maior fatia de turistas (22,1% do total de dormidas), mas são os EUA que registaram o maior ritmo de crescimento (43,6%).

Por regiões, o INE adianta que em Agosto observaram-se aumentos das dormidas em todas as regiões, com destaque para a Região Autónoma dos Açores (mais 15,8%), Alentejo (mais 6,4%) e Centro (mais 6,2%). Ainda assim, as dormidas concentraram-se principalmente no Algarve (peso de 39,3%) e na Área Metropolitana de Lisboa (20,5%).

Os proveitos totais desaceleraram ligeiramente para um crescimento de 12,3% (13,1% em julho), atingido 502,8 milhões de euros, enquanto os proveitos de aposento fixaram-se nos 393 milhões, um aumento de 13,2%. 

Os comentários estão desactivados.