Sociedade

Tancos. Investigadores acreditam que militares estão envolvidos no roubo

Há indícios de colaboração interna

Os investigadores estão convencidos de que alguns militares ajudaram a orquestrar o assalto nos Paióis em Tancos, em junho, avança a TSF, que cita uma fonte próxima da investigação.

A mesma fonte considera que os autores do crime não conseguiriam fazê-lo sem ajuda interna: dos vinte paióis que existem em Tancos, os assaltantes encontraram os três que tinham material importante e conheciam os pontos fracos dos dispositivos de segurança.

Os investigadores acreditam que as armas roubadas seriam para vender e não propriamente para terrorismo, como chegou a ser mencionado.

Quarta-feira, depois de uma denuncia anónima, a Polícia Judiciária Militar encontrou o material roubado, numa zona ao ar livre, na Chamusca, a menos de 30 quilómetros de Tancos.