LifeStyle

Extrato de algumas plantas medicinais pode causar cancro no fígado

O estudo foi publicado na revista Science Translational Medicine


Um estudo publicado na revista Science Translational Medicine concluiu que o ácido aristolóquico, um extrato de plantas medicinais, é uma das causas do cancro do fígado.

Uma equipa de cientistas de Singapura e Taiwan descobriu uma relação entre remédios tradicionais à base de ervas chinesas e a ocorrência de cancro do fígado. No estudo, os investigadores fizeram analisaram 98 tumores e descobriram que 78% tinham padrões de mutação que indicavam que tinham sido causadas devido ao contacto com elementos químicos.

Para além disso, os investigadores analisaram mutações causadas especificamente pelo extrato das plantas, e em 89 amostras descobriram que 47% estava relacionados com medicina tradicional.

Em 2003, Taiwan proibiu o uso de algumas misturas de ervas chinesas após se ter descoberto que o ácido aristolóquico pode causar insufeciência renal e cancro. No entanto, a regulamentação abrange apenas algumas plantas específicas.