Sociedade

Recluso mata namorada durante visita na prisão

Preso matou namorada na cela e justificou o crime com o facto de ela querer terminar a relação

Um dos presos do Centro de Detenção Provisória, de Santo André, no Brasil, matou a sua namorada durante uma visita.

Talita Ferreira, de 24 anos, foi estrangulada pelo namorado abusivo com quem estava tentar terminar a relação violenta.

Uma familiar da jovem contou ao site Globo que Talita Ferreira já tinha tentado pôr um ponto final no relação quer por carta quer por telefone, mas o namorado continuava a tentar controlá-la e a ameaçá-la mesmo através da prisão.

A jovem resolveu ir visitá-lo à prisão para acabar finalmente o namoro. “Achou que estaria segura, pois ele estava preso. Então não poderia fazer-lhe mal", afirmou a mesmo fonte.

A Secretaria da Administração Penitenciária divulgou um comunicado a confirmar o crime durante a visita e a adiantar que o prisioneiro tinha admitido o crime.

"O preso foi isolado e questionado sobre o facto, informou que a matou porque ela iria deixá-lo para ficar com outro”, lê-se no comunicado citado pela Globo. "Todos os visitantes deixaram a unidade prisional, a qual já encontrava-se totalmente trancada e a cela onde ocorreu o crime preservada”, referia também o documento.

Entretanto, familiares e amigos criaram uma campanha nas redes sociais em homenagem a Talita Ferreira, que já tinha três filhos, alertando para os riscos da violência no namoro.