Vida

Maria Vieira comenta decisão do Tribunal da Relação do Porto sobre violência doméstica

“Que raio de mundo louco e de pernas para o ar é este onde vivemos?”

No Facebook, Maria Vieira comentou a polémica da semana: o facto de o adultério de uma mulher ter sido usado como argumento num acórdão do Tribunal de Relação do Porto para tolerar um crime de violência doméstica.

“E assim caminhamos a passos largos para a aceitação e implementação da "Sharia" (lei islâmica) que condena as mulheres «adúlteras» a serem apedrejadas na via pública até à morte!”, começa por escrever.

“Curiosamente ainda não ouvi as vozes das feministas do Bloco de Esquerda e do SOS Racismo e desses grupos de mulheres «Capazes Não Sei do Quê» a gritarem em todo o lado contra esta infâmia, mas se calhar já se manifestaram (em voz baixa certamente) e fui eu que não ouvi...”, acrescenta.

E termina: “Que vergonha! Que raio de mundo louco e de pernas para o ar é este onde vivemos, nestes podres anos sem moral, sem disciplina, sem ordem, sem paz e sem justiça que nos proteja!”.