Sociedade

Acórdão polémico também é notícia na imprensa estrangeira

Caso não passou despercebido no estrangeiro

O Tribunal da Relação do Porto atribuiu uma sentença leve num caso de violência doméstica, justificando a decisão com recurso a passagens bíblicas. No acórdão o juiz censura moralmente a vítima, minimizando o crime por ela ter cometido adultério.

O caso não passou despercebido e já tinha sido referido e contado no canal europeu Euronews, no entanto, a história voltou a ganhar amplitude quando foi contada pela agência Reuters e pelo jornal The Guardian.

Já várias pessoas se pronunciaram sobre o caso e até já está a circular uma petição para que o Conselho Superior da Magistratura faça algo e muitas associações têm mostrado repúdio em relação à decisão dos juízes.