Sociedade

Bastonário diz que faltam milhares de médicos em Portugal

O bastonário afirmou que no SNS estão 27 mil médicos e que são precisos mais

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, voltou a afirmar que faltam “milhares de médicos" em Portugal e que a média é “claramente inferior" aos países desenvolvidos da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

“Faltam milhares de médicos”, referiu, afirmando que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) deveria resolver os problemas que tem, especialmente a falta de pessoas.

Miguel Guimarães referiu ainda que o presidente do Conselho Nacional de Saúde, Jorge Simões, numa entrevista à Antena 1, devalorizou os médicos e passou a ideia errada aos portugueses. Jorge Simões falou em 40 mil médicos no SNS, mas segundo o bastonário os médicos são 27 mil, dos quais 10 mil são internos.

O presidente do conselho disse ainda que hoje em dia muitas das tarefas feitas pelos médicos podem ser desempenhadas pelos enfermeiros e que o nosso país não necessita de muitos médicos, mas sim de enfermeiros, o que no entender do bastonário é um erro.