Sociedade

General Rovisco Duarte: "Não fazia sentido manter Tancos"

Operação para retirar material de Tancos envolveu 50 militares e dezenas de viaturas 

O Exército terminou já a operação para retirar todo o material militar que se encontrava nos 19 paióis de Tancos.

“Quando surge este incidente, percebeu-se que não fazia sentido manter Tancos", disse, em conferência de imprensa, o general Rovisco Duarte.

Rovisco Duarte revelou, em Benavente, que foram transferidas mil paletes, num total de 1100 toneladas. A operação envolveu 51 militares e mais de 30 viaturas e equipamentos pesados.

Rovisco Duarte revelou que "existe uma caixa a mais” no material que foi encontrado na Chamusca, que "não constava da relação inicial".

O material furtado em Tancos foi encontrado na região da Chamusca. O material foi transferido para Marco do Grilo, Santa Margarida e Alcochete.

O chefe do Estado-Maior do Exército admitiu que existiram “erros estruturais e erros sistémicos, não houve uma análise integrada não só do Exército mas de toda a gente, em termos de racionalização das infra-estruturas”.

Rovisco Duarte garantiu que " houve um furto. Não lhe chamemos assalto, chamemos um furto” e está convencido que “vão descobrir” os seus autores.