Vida

Nuno Markl solidário com Lena D’Água

Lena d’Água terá usado as redes sociais para expor o momento difícil que está a atravessar na sua vida, e o desabafo no Facebook gerou, de imediato, uma onda de solidariedade.


“Estou tão na merda, sem dinheiro, sem trabalho, sem quase ninguém!”, começou por escrever Lena D’Água na sua página de Facebook oficial, citada pelo Correio da Manhã.

Além deste desabafo, a cantora também terá anunciado que estaria a vender vários objetos pessoais: “Vendo livros de Lobo Antunes, botas Doc Martens que comprei no Porto em 95, o meu piano, uma das minhas guitarras, uma estante Gato Preto, a minha cama, o meu colchão”, escreve o Correio da Manhã.

As publicações feitas pela artista terão recebido dezenas de comentários de apoio, havendo mesmo quem tivesse solicitado o seu NIB para poder dar uma ajuda monetária. No entanto, apesar de os ‘posts’ estarem a ser citados em toda a imprensa já nenhum deles se encontra disponível no Facebook, podendo ter sido apagados pela própria Lena D’Água.

Recorde-se que a artista já há muito tempo que estava fora do circuito des concertos, tendo em fevereiro deste ano voltado ao contacto com o público, através do Festival da Canção, ao interpretar o tema “Nunca Me Fui Embora”, de Pedro Silva Martins.

Quem não ficou indiferente à publicação da artista foi Nuno Markl, que fez questão de mostrar todo o seu apoio para com a artista, utilizando o Facebook para lhe deixar uma palavra de solidariedade.

“Os últimos dias foram duros para a minha querida Lena d'Água, que usou o Facebook para desabafar sobre as dificuldades por que está a passar. Não devia ser assim. Convidei a Lena para cantar o genérico de 1986 A Série, com o João Só e a Catarina Salinas. Ela chegou, viu, cantou e venceu”, começou por dizer o humorista.

“A voz dela continua com uma potência e um carisma únicos, o país devia continuar a ouvi-la e ela devia continuar a trabalhar. Foi a nossa rainha do pop e do rock, e devia continuar a ser. Anseio por poder mostrar-vos a canção, mas anseio ainda mais - e já lhe disse isto - que ela faça um concerto num, ou dois, Coliseus. Pode ser com participações dos músicos actuais que a admiram, ou pode ser a solo - tenho a certeza que enchia. As canções dela estão-nos no ADN”, terminou Markl.

 

Os comentários estão desactivados.