Sociedade

GNR que sobreviveu pediu que Pedro Dias saísse da sala para falar

O homem não conseguiu falar na presença de Pedro Dias.


António Ferreira, o militar da Guarda Nacional Republicana que sobreviveu ao ataque em Aguiar da Beira, pediu que Pedro Dias saísse da sala para que pudesse falar.

O tribunal acedeu ao pedido e o alegado autor do crime assiste ao depoimento numa outra sala através de videoconferência.

Para já, Pedro Dias não vai depôr em tribunal.

O julgamento do caso de Aguiar da Beira tem início esta sexta-feira. Pedro Dias é acusado de três crimes de homicídio.

Os comentários estão desactivados.