Internacional

Falar sobre gravidez fora do casamento dá três anos de prisão

Foi condenada a três anos de prisão.

Falar sobre gravidez fora do casamento dá três anos de prisão

Doaa Salah tinha um programa de televisão no Egipto. Agora já não tem e durante três anos vai estar cercada por quatro paredes. A razão? Durante um programa, Salah abordou o tema gravidez fora do casamento. A determinada altura, durante um dos seus programas no canal An-Nahar, Salah questiona a possibilidade de uma mulher poder ser mãe solteira, dando a entender que as mulheres egípcias podiam apenas casar para engravidar e depois ficarem solteiras. 

Rapidamente surgiram uma série de queixas, entre as quais a de um advogado que acabou mesmo por apresentar queixa contra o programa e obrigar Doaa Salah a ir a tribunal.

E foi já na sala de tribunal que a apresentadora decidiu pedir a opinião dos presentes terminando com a frase: “toda a gente rejeita a ideia da gravidez fora do casamento, e nem tudo o que acontece lá fora pode acontecer na nossa sociedade”.

Segundo o The Guardian, Doaa Salah foi condenada a três anos de prisão e terá de pagar 110 mil libras egípcias, depois de ter sido condenada por ‘ofender a decência pública’.

 

Os comentários estão desactivados.