Internacional

Puigdemont entrega-se em esquadra de polícia em Bruxelas

Autoridades belgas aceitaram hoje o mandado europeu de detenção dos ex-cinco governantes

O presidente destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, e os outros quatro ministros catalães, todos em Bruxelas entregaram-se voluntariamente, este domingo, numa esquadra de polícia da capital belga, avançou o jornal espanhol El País.

Os governantes destituídos apresentaram-se, acompanhados pelos seus advogados, na esquadra no número 202 da Rue Royal.

Puigdemont e os quatro ex-ministros foram logo transferidos para o edifício da Procuradoria de Justiça, tendo entrado pela parte de trás do edifício, segundo o correspondente da TVI, para passarem despercebidos dos muitos jornalistas que marcam presença no local, desde que foi noticiado que as autoridades belgas tinham aceitado o mandado de detenção europeu.

A agência EFE, qua avançou a aceitação do mandado pelas autoridades belgas, referiu que os cinco ex-membros do governo catalão "desde o momento que sejam privados de liberdade, poderão comparecer perante um juiz", que “terá 24 horas para tomar uma decisão" sobre o mandado europeu de detenção.