Internacional

Selfie na Coreia do Norte pode ser a mais perigosa do mundo

Turista britâncio desafiou as regras e publicou uma selfie em Pyongyang

Daniel Dobson é o protagonista da que está a ser chamada de selfie mais perigosa do mundo. O britânico de 33 anos tirou uma fotografia em Pyongyang, Coreia do Norte, com um tanque de guerra que fazia parte do desfile militar como fundo enquanto fazia um gesto de "V" com os dedos que, apesar de ser entendido em Portugal como vitória, no Reino Unido é considerado um gesto agressivo. 

 "Nem me passou pela cabeça", disse o britânico ao jornal "Mirror", "queria fazer um gesto pacífico por causa do contexto". A foto, que foi partilhada na conta de instagram de Daniel Dobson, foi para o homem como um "alívio". "Depois de alguns dias seguindo as regras, foi um alívio estar fora do alcance dos guias norte-coreanos e estou feliz com esse subtil ato de desafio", acrescentou.