Sociedade

Polícias envolvidos na morte acidental de mulher passam de arguidos a testemunhas

De acordo com a TVI 24, a Polícia Judiciária alterou a qualidade em que os polícias vão ser ouvidos no processo.

Os sete agentes da PSP envolvidos na morte de uma mulher, durante uma perseguição policial, esta madrugada, serão ouvidos pela Polícia Judiciária na condição de testemunhas.

Os agentes foram constituídos arguidos, inicialmente, mas a PJ já alterou a qualidade em que os mesmos vão ser ouvidos no processo.

Os sete agentes pertencem à equipa de intervenção rápida de Loures.