Internacional

Angelina Jolie considera que violência sexual deve ser “punida com mais dureza”

Atriz falou na sequência da conferência de ministros de Defesa da ONU

A atriz referiu que a violência sexual deve ser reconhecida como uma arma de guerra e que deve ser “punida com mais dureza”.

Durante a conferência de ministros da Defesa sobre as missões de paz da ONU, Angelina defendeu que a violência sexual está a ser usada como uma arma de guerra, por ser “mais barata do que uma bala”.

A atriz acrescentou ainda que este crime tem de ser punido e deve ser incluído nas negociações dr paz que estão a ser feitas.