Sociedade

Abuso sexual em unidade hospitalar é "um caso lamentável", diz ministro

Abusos ocorreram entre agosto e a passada sexta-feira

Um homem foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas da autoria de vários crimes de abuso sexual de pessoas internadas no Departamento de Psiquiatria da ULS da Guarda. O ministro da Saúde comentou esta segunda-feira o caso, dizendo que se trata de uma situação “lamentável”.

Os abusos sexuais terão ocorrido entre agosto e a última sexta-feira. O detido, de 59 anos, tem a categoria de assistente operacional naquele Departamento de Psiquiatria.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, explicou que foi informado do caso “há dois dias” e caracterizou-o como sendo uma situação “lamentável”, sendo necessário “agir em matéria disciplinar”.

O suspeito irá ser presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e implementação das medidas de coação adequadas.