Sociedade

Morreu Belmiro de Azevedo

Estava internado desde domingo

O empresário, um dos homens mais ricos de Portugal, morreu, esta quarta-feira, aos 79 anos no Hospital da CUF do Porto.

Belmiro de Azevedo estava doente há já vários meses, tendo sido internado no domingo.

O empresário foi o responsável por fazer do Grupo Sonae, um dos mais importantes do país, tendo sido o líder até 2007, quando passou a presidência ao filho, Paulo Azevedo.

Mas mesmo nessa altura, Belmiro de Azevedo manteve-se ligado às empresas do grupo como presidente do conselho de administração do mesmo. Seria só em 2015 que se viria a afastar totalmente da gestão da Sonae.

Era considerado o segundo homem mais rico de Portugal, apenas Américo Amorim – que também morreu este ano - tinha uma fortuna maior.

Atualmente, a sua fortuna está avaliada, segundo cálculos da revista Forbes, em 1,7 mil milhões de euros. 

Comunicado da Sonae

A Sonae comunica o falecimento do Sr. Eng.º Belmiro de Azevedo hoje, 29 de novembro, aos 79 anos.

Belmiro de Azevedo liderou a Sonae durante 50 anos, período em que a transformou num dos mais importantes e respeitados grupos empresariais portugueses.

O seu caráter empreendedor único levou-o a criar e expandir negócios, gerir com rigor e criatividade, internacionalizar, investir na abertura do mercado de capitais, ser percussor do relevo da sustentabilidade nas empresas, apostar na formação e a criar um estilo único de liderança que faz da Sonae uma reconhecida escola de gestores em Portugal. 

Os colaboradores da Sonae unem-se à dor da sua Família e prestam sentida homenagem ao Homem que dedicou a vida a criar um legado histórico ímpar no panorama empresarial em Portugal, assumindo o compromisso de tudo fazer para o perpetuar, empenhados em contribuir para que a Sonae continue a levar os benefícios do progresso e da inovação a um número crescente de pessoas, tal como o Engenheiro Belmiro sempre nos ensinou.