Sociedade

Centro antivenenos alerta para o facto de cápsulas de detergentes serem confundidas com guloseimas

Em 2016 registaram 115 casos de crianças expostas a detergentes


O Centro de Informação Antivenenos alertou para o facto de as cápsulas de detergente serem confundidas com guloseimas pelas crianças, que as podem engolir ou colocar em contacto com os olhos.

Fátima Rato, responsável do centro, afirmou à Lusa, que apesar de o número de casos deste género ter vindo a diminuir as “cores brilhantes e chamativas” das cápsulas podem ser confundidas com guloseimas, doces ou rebuçados.

“As lesões resultantes destes casos são de baixa gravidade, mas as oculares são as mais preocupantes”, referiu a responsável.

Em 2015 registaram-se 140 casos de crianças com menos de 10 anos que estiveram expostas a detergentes e em 2016 registaram-se 115 casos.

Os pais devem manter os detergentes fora do alcance das crianças, segundo a recomendação do centro.