Sociedade

Deco desaconselha consumo dos chocolates do calendário de Natal do El Corte Inglés

Os chocolates podem conter substâncias perigosas

Deco desaconselha consumo dos chocolates do calendário de Natal do El Corte Inglés

A Deco revelou esta quinta-feira que o chocolate do calendário de Natal do El Corte Inglés pode, alegadamente, conter substâncias perigosas. No entanto, depois do anuncio da Deco a empresa já retirou o produto do mercado.

No início de novembro, a Deco fez um estudo juntamente com empresas da Bélgica, Itália e Espanha. Cada um desses países analisou cinco marcas à venda, dando um total de 20 produtos.

“Em Portugal, comprámos as cinco marcas de calendários do advento disponíveis na altura nas principais cadeias de supermercado da região de Lisboa: El Corte Inglés, Favorina (Lidl), Ferbar, Jacquot e Pingo Doce. O objetivo do estudo foi determinar a presença de hidrocarbonetos de óleos minerais (MOSH e MOAH), substâncias consideradas potencialmente perigosas para a saúde, no chocolate desses calendários”, lê-se no comunicado da Deco.

A instituição referiu que o calendário do El Corte Inglés contém hidrocarbonetos aromáticos de óleos minerais (MOAH) e por isso não aconselha a que o chocolate seja consumido, pois segundo a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar os MOAH têm um potencial cancerígeno.

Depois desta recomendação o grupo já retirou os calendários do mercado, que afirmou à Lusa que assim que receberam “informação em relação aos produtos” o habitual é “mandar retirar o produto de imediato” para ser analisado.

Os comentários estão desactivados.