Politica

Costa anuncia Centeno como o candidato oficial dos socialistas europeus ao Eurogrupo

Alemanha e Grécia também apoiam candidatura portuguesa

O primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, afirmou, esta sexta-feira, que o ministro das Finanças Mário Centeno é o candidato oficial do Partido Socialista Europeu (PSE) ao cargo de presidente do Eurogrupo.

António Costa falava aos jornalistas na sede nacional do PS, no Largo do Rato, antes de jantar com alguns líderes europeus socialistas e depois de ter recebido o seu homólogo grego, Alexis Tsípras, que também manifestou o seu apoio à candidatura de portuguesa.

O primeiro-ministro foi ainda questionado se a Alemanha iria também apoiar Centeno, ao que Costa respondeu protamente com um “claro”.

Fonte do PSE ouvida pela agência Lusa afirmou que o ministro das Finanças português conta com "um apoio maioritário" entre os 19 Estados-membros da zona euro. 

Costa assumiu estar “confiante” na eleição do ministro português e sublinhou que se trata de "uma excelente candidatura para a Europa e para ajudar a zona euro a ser amiga do emprego, do crescimento e da estabilização das finanças públicas, virando uma página de divisões e de confrontações”.

Confrontado com a posição dos seus ‘aliados’ Bloco de Esquerda e PCP que não veem com grande satisfação a eleição de Centeno, Costa relativizou a questão.

“Cada um dos partidos tem uma identidade própria. Como é sabido, em relação ao euro, não há uma posição comum. Não é uma surpresa para ninguém", disse.