Economia

"É muito provável" que salário mínimo fique nos 580 euros

Declarações de Vieira da Silva

O ministro do Trabalho afirmou esta terça-feira que é “muito provável” que a proposta de 580 euros para o salário mínimo em 2018 não seja alterada.

"A proposta do Governo é de 580 euros, é aquela que está no programa do Governo", afirmou Vieira da Silva aos jornalistas, à saída da reunião da Concertação Social.

“Se chegaremos ao fim com o valor de 580 euros? É muito provável", acrescentou, dizendo ainda que este aumento só tem “uma leitura”: "a economia portuguesa pode encaixar nas suas variáveis estratégicas este aumento".

Vieira da Silva descartou a hipótese de existirem contrapartidas para as confederações patronais aceitarem o aumento do salário mínimo, dizendo que o Governo recusa um "instrumento específico como existiu no passado", referindo-se à redução da Taxa Social Única (TSU).

A próxima reunião sobre o salário mínimo está marcada para dia 19.