Cultura

Autópsia de Chester Bennington revela drogas e álcool

Vocalista dos Linkin Park suicidou-se aos 41 anos

A autópsia de Chester Bennington, vocalista dos Linkin Park, revelou drogas e álcool no seu corpo, substâncias que foram apontadas com as causas da sua morte.

Segundo o relatório da autópsia, a que o site TMZ teve acesso, Chester ter-se-á enforcado depois de ter consumido álcool e ecstasy.

O médico legista fez referência no relatório que o vocalista tinha pensamentos suicidas. 

De acordo com o mesmo site, Talinda, a sua mulher, terá alertado várias vezes as autoridades devido a tentativas de suicídio de Chester.

Já no relatório policial, juntamente com o corpo, foi encontrado meio comprido de Ambien (medicamento usado para as insónias), duas garrafas de cerveja, uma vazia e outra quase vazia.