Politica

PSD. Miguel Relvas desafia congresso

O ex-ministro diz que a ausência de debates é ‘inaceitável’ e desafia os candidatos a mudarem de atitude em 2018.

Prometido e cumprido. Miguel Relvas advertira que estaria ativo na discussão do futuro do PSD e assim foi. 
Em declarações ao SOL, o ex-ministro de Pedro Passos Coelho e hoje empresário lança um desafio aos dois candidatos à liderança do seu partido – Pedro Santana Lopes e Rui Rio – para que se juntem numa discussão aberta aos militantes e deixa um repto à mesa da próxima reunião magna dos ‘laranjas’. 

«Está na hora de o presidente da mesa do Congresso  juntar os dois candidatos e encontrar solução para que haja pelo menos um debate entre ambos». 

Para Miguel Relvas, «é inaceitável que esta eleição seja feita sem um único debate», na medida em que «não só os militantes mas os portugueses têm direito a saber o que pensam os dois candidatos a líder da Oposição e candidatos a primeiro-ministro».

«Com que moral o futuro líder exigirá um debate ao PM António Costa?», deixa no ar. 

A controvérsia em torno dos debates entre Rio e Santana tem incendiado a campanha de sucessão a Passos Coelho desde o seu início, tendo o confronto televisivo agendado para este fim de semana sido cancelado. Miguel Relvas apoia Santana para suceder a Passos na liderança do PSD.