Desporto

E-mails. Benfica anuncia novas ações judiciais

Em comunicado divulgado no seu site, as águias prometem agir perante os autores da divulgação de "endereços eletrónicos e respetivas palavras-passe" e de "conteúdos de mensagens de correio eletrónico trocadas entre funcionários"

O Benfica anunciou esta segunda-feira novos procedimentos judiciais contra os autores da divulgação dos últimos e-mails tornados públicos "através das redes sociais de dados pessoais e institucionais" do clube. O clube encarnado garante que irá responsabilizar os envolvidos, que partilharam "desde endereços eletrónicos e respetivas palavras-passe, até ao conteúdo de mensagens de correio eletrónico trocadas entre funcionários" do Benfica, mas também a quem tem difundido as referidas mensagens e/ou as tem em sua posse.

Em comunicado publicado no seu site, as águias lembram que tais atos configuram a "prática de ilícito criminal previsto e punido pela lei portuguesa" e realçam ainda que já em julho tentaram impedir tal divulgação e apurar responsabilidades, mas nenhuma das medidas cautelares apresentadas teve provimento pela Justiça.

No entender da SAD encarnada, este é um ataque não apenas ao clube, mas "também ao Estado de Direito Democrático" e "não pode passar em claro a nenhuma autoridade pública, seja ao nível federativo, governamental ou judiciário". O Benfica considera estar a ser "alvo de múltiplas ofensas ao seu bom-nome e ao seu prestígio, através de imputações falsas que afetam, de modo grave, o crédito e a consideração que lhes são devidos, enquanto projeto social, cultural, desportivo e económico sustentável, de dimensão internacional".