Desporto

Itália. Adeptos da Lázio levam árbitros a tribunal

Seguidores do clube romano não esquecem o que consideram ser dois erros gritantes do juiz da partida, bem como do vídeo-árbitro

Um grupo de adeptos da Lázio formalizou um processo judicial contra o árbitro e o vídeo-árbitro do jogo com o Torino, no passado dia 11, referente à jornada 16 da Serie A italiana, que terminou com uma derrota caseira da equipa onde atuam os portugueses Nani, Pedro Neto e Bruno Jordão (1-3).

Os adeptos apontam dois erros de arbitragem que consideram gritantes: uma mão de um jogador do Torino não assinalada, e que se o fosse configuraria penálti para a Lázio, e a expulsão de Immobile, que nas confusões entre jogadores das duas equipas resultantes desse lance acabou por pontapear Burdisso - uma decisão que surgiu por ação do vídeo-árbitro.

Segundo revelou o escritório de advogados que está a lidar com o processo, foi enviada ao árbitro Piero Giacomelli e ao seu assistente de vídeo, Marco Di Bello, uma "proposta para um acordo amigável, o primeiro passo antes de uma convocatória judicial".