Politica

Lei do financiamento partidário não aumenta encargos públicos, dizem PSD, PS, PCP e PEV

BE não assinou o comunicado conjunto.

PSD, PS, PCP e PEV divulgaram um comunicado conjunto onde explicam que a nova lei do financiamento partidário não aumenta os gastos públicos.

O BE e o CDS-PP, que também integraram o grupo de trabalho, não assinaram este comunicado.

No comunicado, os partidos dizem que da nova lei “não resulta nenhum aumento de subvenção estatal ou quaisquer encargos públicos adicionais para com os partidos políticos”.

A nova lei do financiamento partidário foi aprovada na passada quinta-feira. CDS-PP e PAN votaram contra.

No comunicado, PSD, PS, PCP e PEV afirmam que as alterações à lei foram feitas “num quadro de consenso alargado” que não mereceu “acolhimento pontual” do CDS-PP.