Politica

Financiamento dos partidos. Marcelo terá sido surpreendido com nova lei

Negociações começaram em março

As negociações para a nova lei do finciamento dos partidos começaram em março, no entanto, o Presidente da República foi surpreendido quando a lei chegou a Belém.

Segundo o jornal Público, o projeto esteve a ser negociado à porta fechada no parlamento desde março e foi aprovado pelos partidos, exceto o CDS e PAN. No entanto, Marcelo não terá sido avisado destas negociações.

O Presidente da República tem oito dias para se pronunciar sobre as alterações, mas caso não o faça tem ainda um prazo de doze dias para aprovar ou não a lei.