Sociedade

Desmantelada falsa clínica que burlava reformados em milhares de euros

Tudo não passava de uma falsa clínica médica. Os reformados eram ‘convidados’ através de um telefonema para uma consulta grátis, depois eram coagidos a comprar aparelhos médicos e a fazerem tratamentos que podiam chegar aos 20 mil euros.

Esta clínica estava registada com o nome Parallel Relax e tinha como objetivo burlar pessoas que já se encontravam na reforma. Os alegados médicos coagiam os idosos a pagar quantias absurdas em tratamentos e aparelhos médicos.

Um dos consultórios desta falsa clínica estava localizado no Saldanha e outro num prédio residencial mesmo no centro de Algés, em Oeiras, escreve o Observador.

No total, foram burladas 30 pessoas, todas reformadas, e já foram identificadas pela Polícia Judiciária.

Apesar de identificados o número total de casos de burla, as autoridades acreditam que o número possa vir a aumentar, uma vez que as unidades funcionavam oito horas por dia, durante cinco dias por semana.

Além disso, a PJ coloca também a hipótese de haver várias vítimas que não querem prestar declarações "porque sabem que um dia vão ter que ir a julgamento".