LifeStyle

Sabe o que é a síndrome da vagina morta?

Há quem viva preocupado com este problema, mas outros dizem que se trata de um mito. Especialista dá a resposta

Há vários anos que circulam na Internet artigos sobre a ‘Dead Vagina Syndrome’ (‘Síndrome da Vagina Morta’, numa tradução livre para português), mas será que este problema existe mesmo? Ou será apenas um mito dos tempos modernos?

Para quem não sabe, a Síndrome da Vagina Morta diz respeito a um descréscimo muito acentuado da sensibilidade vaginal após o uso repetido de vibradores. De acordo com as teorias descritas em vários sites, o uso ‘excessivo’ de vibradores faz com que seja criada uma tolerância à estimulação vaginal e clitoriana, o que impossibilita o orgasmo. Com o passar do tempo, a vagina acaba por ‘morrer’ e não sente qualquer prazer.

Mas será que esta síndrome existe mesmo ou que os vibradores são ‘inofensivos’?

O site britânico Metro falou com a ginecologista Shazia Malik, que garantiu que não existem quaisquer estudos científicos que provem a existência deste problema. A especialista afirma que pode haver uma quebra de sensibilidade após o uso de um vibrador, mas que se trata apenas de algo “temporário”, tal como acontece logo a seguir a um parto, a uma relação sexual, à amamentação ou à toma de um contracetivo hormonal.

Para ler o artigo do Metro, clique aqui