Internacional

200 feridos nas comemorações do Ano Novo nas Filipinas

Cerca de 200 pessoas ficaram feridas nas Filipinas durante os tradicionais festejos para assinalar a entrada no Novo Ano.

De acordo com a tradição chinesa, os filipinos usam o fogo-de-artifício, petardos e disparos para afastar os maus espíritos na passagem do ano.

Segundo o ministro da Saúde das Filipinas, Francisco Duque, 191 pessoas ficaram feridas, incluindo um bebé com 11 meses.

"Estamos relativamente satisfeitos. Relativamente porque há sempre feridos, mas satisfeitos porque assistimos a uma descida substancial do seu número", declarou à imprensa. "Creio que o objetivo final é acabar completamente com os petardos".

Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas, assinou um decreto em junho que limitava o uso de petardos a zonas previamente definidas pelas autoridades locais.