Sociedade

Rapariga de 13 anos atropelou e matou vizinha, pai terá de pagar 195 mil euros

Caso remonta a 2013

Uma adolescente, que na altura tinha 13 anos, atropelou a vizinha enquanto conduzia o carro do pai, em Almada. A mulher acabou por morrer pouco tempo depois do atropelamento.

Segundo o Jornal de Notícias, o caso remonta a 2013, quando a adolescente tinha 13 anos. O pai seguia ao lado da filha, enquanto esta conduzia o carro perto de casa perdeu o controlo do veículo e bateu contra um muro, subiu um alpendre e atropelou uma vizinha que estava a estender roupa.

O pai e a filha foram condenados a indemnizar a seguradora Generalli e terão de pagar cerca de 195 mil euros – valor que já pagaram à família da vítima.

O pai foi condenado por omissão de dever de vigilância, sendo responsável pelos atos da menor. A rapariga foi considerada responsável porque os juízes consideraram que a adolescente já tinha idade suficiente para compreender as consequências dos seus atos.