Desporto

Em Espanha dizem que CR7 quer voltar a Manchester

Diário “As” conta que o internacional português se sente enganado por Florentino Pérez, que lhe prometera renovar contrato com o Real Madrid mas ainda não cumpriu

Cristiano Ronaldo poderá estar a preparar-se para uma segunda experiência ao serviço do Manchester United. De acordo com o “As”, o internacional português sente-se “enganado” pelas promessas não cumpridas do presidente do Real Madrid e estará por isso decidido a regressar a Inglaterra.

Refere aquele diário espanhol que, pouco depois da final da Liga dos Campeões em Cardiff, realizada em junho do ano passado – jogo em que Ronaldo marcou dois golos e ajudou o colosso de Madrid a levantar o troféu – Florentino Pérez prometeu renovar o contrato de CR7 e voltar a colocá-lo entre os futebolistas que mais auferem ao ano.

Recorde-se que a renovação de Lionel Messi pelo Barcelona e a chegada de Neymar ao Paris Saint-Germain deixaram o capitão da seleção nacional fora do pódio dos mais bem pagos da modalidade. Ronaldo é neste momento o 5º jogador mais bem pago do mundo e lucra 21 milhões de euros por temporada. O argentino recebe 50 milhões e o brasileiro 36.

Das declarações de Ronaldo após conquistar a sua quinta Bola de Ouro – “Se for possível, gostaria de continuar no Real Madrid” – ou depois do Mundial de Clubes – “Gostaria muito de acabar [a carreira] em Madrid, mas não depende de mim, não sou eu quem manda no clube” –, o “As” identifica uma recado dirigido ao presidente do Real: ou contrato ou saída.


A ausência de uma proposta deixou o português de 32 anos indignado e fê-lo anunciar aos companheiros que vai mesmo forçar a saída para o gigante de Manchester. A confirmar-se o desejo de Ronaldo, resta saber se o clube treinado por José Mourinho – com quem se desentendeu durante o último ano em que trabalharam juntos, em Madrid – está aberto ao seu ingresso e se o Real permitirá a saída do máximo goleador da sua História.

Ronaldo chegou ao Real Madrid em 2009, vindo precisamente do United, numa transferência calculada em 94 milhões de euros – a mais cara de sempre, na altura. Em Manchester jogou sete temporadas e marcou 118 golos, tendo conquistado 3 Ligas Inglesas, 1 Taça de Inglaterra, 2 Taças da Liga, 1 Supertaça, 1 Liga dos Campeões e 1 Campeonato do Mundo de Clubes.