Internacional

“O macaco mais fixe da selva”. H&M encerra temporariamente lojas na África do Sul

Medida foi tomada depois de vários protestos contra a campanha

A H&M decidiu encerrar temporariamente as suas lojas na África do Sul, para evitar novos protestos na sequência da recente campanha que tem gerado controvérsia.

Durante o fim-de-semana, na África do Sul, realizaram-se vários protestos contra a multinacional sueca, à porta das lojas. Em causa está a mais recente campanha da empresa, que está a ser acusada de alegadas práticas discriminatórias, ao surgir uma criança negra com uma camisola vestida com a frase “o macaco mais fixe da selva”.

Depois de várias críticas, a empresa já veio pedir desculpas publicamente e retirou a campanha do ar, mas os protestos continuaram.

Num comunicado, a empresa afirmou estar “ciente dos recentes eventos” e que estão a “acompanhar de perto a situação e em breve” irão anunciar quando é que as lojas serão reabertas.

Também o cantor The Weeknd já anunciou ter cortado relações com a empresa depois da campanha, recusando-se a colaborar com a H&M.