Economia

Autoeuropa. Ministro da Economia está a acompanhar toda a situação “com preocupação”

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, garantiu, esta terça-feira, estar a acompanhar “com preocupação” toda a situação da Autoeuropa, adiantando que irá continuar a trabalhar no sentido de “promover” um acordo entre ambas as partes.

"Acompanhamos [a situação na Autoeuropa] em articulação com o Governo, com o Ministério do Trabalho e com vários outros ministérios. Acompanhamos com preocupação", declarou Manuel Caldeira, em resposta a uma questão feita pelo PSD sobre o que está a ser feito perante toda a situação que se tem vivido nos últimos meses na fábrica de Palmela.

O ministro falava à margem de uma audição na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Caldeira Cabral afirmou que "o problema é mais complexo", mas que no entanto "há um potencial e há uma plataforma em que esses acordos podem ser encontrados".

"Gostaria de saber qual a sugestão do PSD", acrescentou o governante, sublinhando ainda que "o nosso trabalho tem sido no sentido de promover esse diálogo, de promover esse encontro de posições e é nesse sentido que vamos continuar a trabalhar. Não é politizando o caso e não é também lançando dúvidas ou tornando isto um caso inédito".

Recorde-se que os trabalhadores da Autoeuropa aprovaram, em dezembro do ano passado, uma proposta para uma greve de dois dias, a 2 e 3 fevereiro.

A Comissão de Trabalhadores e a administração da Autoeuropa já têm novas reuniões marcadas para discutir os novos horários.