Internacional

Catalunha. Presidente do parlamento quer Puigdemont como líder do Governo

Líder separatista está na Dinamarca

O novo presidente do parlamento catalão defendeu esta segunda-feira que Carles Puigdemont deve voltar a dirigir o Governo da Catalunha.

Roger Torrent, que foi empossado há duas semanas, defendeu esta posição depois de se ter encontrado com todos os partidos com assento na assembleia regional.

Recorde-se que os partidos independentistas têm a maioiria dos assentos no parlamento catalão. O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, avisou que Madrid irá impôr a sua posição na Catalunha caso o líder separatista tente regressar à região.

Puigdemont na Dinamarca

Carles Puigdemont chegou hoje à Dinamarca, num voo proveniente de Bruxelas, onde se encontra desde o final de 2017, para participar num debate da Universidade de Copenhaga, mas arrisca-se a ser detido.

A Procuradoria espanhola anunciou, este domingo, que iria pedir “de forma imediata" uma ordem de internacional de detenção contra Puigdemont, caso este se deslocasse à Dinamarca.

Entretanto, as autoridades judiciais dinamarquesas recusaram pronunciar-se sobre a alegada ordem de detenção: "Não temos nenhum comentário a fazer sobre o caso", disse Simon Gosviq, porta-voz da Procuradoria da Dinamarca, à agência EFE.

Notícia corrigida às 17h36: Por engano, no título original lia-se 'Catalunha. Presidente do Governo quer Puigdemont como líder do Governo'. O título foi agora corrigido para  Catalunha. Presidente do parlamento quer Puigdemont como líder do Governo